Sobre o Novalgina

Sobre o Novalgina

Novalgina é um medicamento analgésico e antitérmico, à base de dipirona, que pode ser utilizado no tratamento de dores e febre.1-3

Formas de apresentação:

  • Novalgina Gotas: uso adulto e pediátrico acima de 3 meses de idade.4
  • Novalgina 1g: uso adulto e pediátrico acima de 15 anos de idade.4
  • Novalgina 1g Efervescente: uso adulto e pediátrico acima de 15 anos de idade.4
  • Novalgina Solução: uso adulto e pediátrico acima de 3 meses de idade.4
  • Novalgina Supositório: uso pediátrico acima de 4 anos de idade ou pesando pelo menos 16 kg.4
  • Novalgina Comprimido: uso adulto e pediátrico acima de 15 anos de idade.4

Eficácia:

Diversos estudos científicos comprovam a eficácia da Novalgina em caso de redução significativa de temperatura, além do alívio da dor, até de dores intensas.

Em estudo clínico comparativo, multinacional, randomizado, duplo-cego, foi comparada a eficácia antitérmica de dipirona, paracetamol e ibuprofeno em 628 crianças com febre, com idade entre 6 meses e 6 anos. Os três fármacos foram eficazes em baixar a temperatura em 555 pacientes que completaram o estudo. Após 4 a 6 horas, a temperatura média no grupo da dipirona foi significativamente menor que os demais grupos, demonstrando maior normalização da temperatura com a dipirona.5

Um estudo clínico multicêntrico, duplo-cego realizado com 274 pacientes submetidas a episiotomia, dentre as quais 127 relataram dor intensa, demonstrou que a dipirona foi significativamente mais eficaz no alívio da dor intensa que o paracetamol.6

A Novalgina pode ser encontrada em farmácias de todo o Brasil. Antes de fazer a administração do medicamento, vale lembrar a importância de sempre consultar um médico ou farmacêutico e evitar a automedicação.

Referências bibliográficas:

  1. Novalgina. [Bula]. Suzano – SP: Sanofi – Aventis Farmacêutica LTDA; 2017.
  2. Wong A, Sibbald A, Ferrero F, et al. Antipyretic effects of dipyrone versus ibuprofen versus acetaminophen in children: results of a multinational, randomized, modified double-blind study. Clin Pediatr (Phila). 2001;40(6):313-324.
  3. Jiménez JG, Patino RF, Vera JC, et al. Clinical Efficacy of Mild Analgesics in Pain Following Gynaecological or Dental Surgery : Report on Multicentre Studies.Br J clin Pharmac. 1980; 10: 355S-358S.