Dúvidas

  • Dipirona e Novalgina são a mesma coisa?

    Sim. A “dipirona” é o nome do princípio ativo do medicamento e “Novalgina®” é o nome comercial. Outras empresas fabricam a dipirona e utilizam outros nomes comerciais ou, no caso de ser um medicamento genérico, utiliza-se o nome do princípio ativo como nome.

  • O que é o dipirona?

    A dipirona é um medicamento indicado como analgésico (utilizado para alívio da dor) e antipirético (para controle da febre) 1.

  • Posso tomar dipirona? Quais as contraindicações?

    As 7 principais contraindicações são1:


    1. Alergia / intolerância à dipirona ou a outras pirazolonas (ex. fenazona, propifenazona) e pirazolidinas (ex. fenilbutazona, oxifembutazona), incluindo experiência prévia de agranulocitose (diminuição acentuada na contagem de glóbulos brancos do sangue) com uma destas substâncias.
    2. Função da medula óssea prejudicada.
    3. Pessoas que já apresentaram broncoespasmo (contração dos brônquios levando ao chiado no peito) ou outras reações anafilactoides como urticária, rinite ou angioedema (inchaço sob a pele ou em mucosas) a outros analgésicos, como AAS, paracetamol, diclofenaco, ibuprofeno, indometacina, naproxeno), entre outros.
    4. Deficiência da enzima glicose-6-fosfato-desidrogenase (G6PD)-pelo risco de destruição dos glóbulos vermelhos, levando à anemia.
    5. Porfiria hepática aguda intermitente (doença metabólica com problemas na pele e/ou com complicações neurológicas).
    6. Mulheres grávidas ou amamentando.
    7. Crianças menores de 3 meses ou que pesam menos de 5 Kg.
  • Em quanto tempo Novalgina faz efeito?

    Os efeitos analgésico e antitérmico podem ser esperados em 30 a 60 minutos após a administração e geralmente persistem por aproximadamente 4 horas 1.

  • Quais os efeitos colaterais?

    Seguem os efeitos colaterais (reações adversas), cuja frequência varia de “Reação muito comum” a “Reação muito rara”. Para mais detalhes, por favor, consulte a bula de Novalgina 1.

    - Distúrbios cardíacos
    Síndrome de Kounis (aparecimento simultâneo de eventos coronarianos agudos e reações alérgicas)

    - Distúrbios do sistema imunológico
    A dipirona pode causar reações anafiláticas que podem se tornar graves com risco à vida e, em alguns casos, serem fatais. Estas reações podem ocorrer mesmo após Novalgina ter sido utilizada previamente em muitas ocasiões sem complicações.
    São exemplos de reações anafiláticas leves: prurido, ardor, urticária, dispneia e doenças gastrintestinais. Estas reações leves podem progredir para formas graves, como urticária generalizada, angioedema grave (até mesmo envolvendo a laringe), arritmias cardíacas, queda da pressão sanguínea.

    - Distúrbios da pele e tecido subcutâneo
    Ocasionalmente podem ocorrer erupções na pele e em casos isolados necrose, conferindo um aspecto de grande queimadura.

    - Distúrbios do sangue e sistema linfático
    Anemia aplástica, agranulocitose, pancitopenia, leucopenia e trombocitopenia. Os sinais típicos de agranulocitose incluem lesões inflamatórias na mucosa (ex. inflamação na garganta e regiões anal e genital) e febre. Os sinais típicos de trombocitopenia incluem uma maior tendência para sangramento e aparecimento de manchas vermelhas na pele.

    - Distúrbios vasculares
    Quedas na pressão sanguínea podem ocorrer ocasionalmente após a administração.

    - Distúrbios renais e urinários
    Em casos muito raros, especialmente em pacientes com histórico de doença renal, pode ocorrer piora aguda da função renal, em alguns casos com diminuição ou ausência da produção de urina e perda de proteínas através dela. Uma coloração avermelhada pode ser observada algumas vezes na urina.
    Recomendamos a leitura da bula do produto antes de sua utilização para mais detalhes com relação a Advertências e Precauções.

  • Novalgina pode fazer mal para o fígado?

    Não é esperado que a Novalgina faça mal para o fígado. No entanto, em pacientes com insuficiência renal ou hepática, recomenda-se que o uso de altas doses de dipirona seja evitado, uma vez que a taxa de eliminação é reduzida nestes pacientes. O mesmo cuidado se aplica a pacientes idosos, pois deve-se considerar a possibilidade de as funções do fígado e dos rins estarem prejudicadas 1 . Caso tenha dúvidas para alguma situação específica, procure orientação médica.

  • Novalgina é anti-inflamatório?

    Este medicamento é indicado como analgésico (medicamento para dor) e antipirético (medicamento para febre). Apesar de pertencer à classe dos anti-inflamatórios não esteroides, é uma droga de fraca ação anti-inflamatória2.

  • Posso tomar Novalgina durante a gravidez?

    Recomenda-se não utilizar dipirona durante os primeiros 3 meses da gravidez. O uso de dipirona durante o segundo trimestre da gravidez só deve ocorrer após cuidadosa avaliação do potencial risco/benefício pelo médico. A dipirona não deve ser utilizada durante os 3 últimos meses da gravidez 1.

  • Novalgina pode causar sonolência?

    Em doses adequadas, não. No entanto, em situações de superdose aguda (usar uma quantidade maior que a indicada do medicamento) foram registrados casos de sintomas no sistema nervoso central, como a sonolência 1.

  • A partir de que idade bebês podem tomar Novalgina?

    Crianças menores de 3 meses de idade ou pesando menos de 5 kg não devem ser tratadas com dipirona. Novalgina comprimido e comprimido efervescente não são recomendadas para menores de 15 anos, e Novalgina supositório não é recomendada para crianças menores de 4 anos. Supervisão médica é recomendada quando se administra dipirona a crianças pequenas 1.

  • Posso tomar Novalgina amamentando?

    Os metabólitos da dipirona são excretados no leite materno. A amamentação deve ser evitada durante e por até 48 horas após a administração de dipirona 1.

  • Posso tomar Novalgina para Dor de dente?

    Sim. Por se tratar de um analgésico, a Novalgina causa alívio da dor, inclusive da dor de dente.

  • Novalgina serve para dor de garganta?

    Novalgina é um medicamento indicado como analgésico, ou seja, alivia a dor, portanto, serve para dor de garganta. Porém, ela funciona para alívio sintomático, não tendo nenhum efeito sobre a causa da doença.

  • É recomendado para dores musculares?

    Assim como outros medicamentos analgésicos (que diminuem ou interrompem as vias de transmissão da dor), a dipirona pode ser utilizada para dores musculares.

  • Auxilia em cólicas pré-menstruais e menstruais?

    Sim, por se tratar de um analgésico. Entretanto, existem medicamentos mais específicos para estas condições, que agem de forma diferenciada da dipirona sobre os processos que desencadeiam as cólicas menstruais.

  • Hipertenso pode tomar Novalgina?

    Não há contraindicação para uso de Novalgina por indivíduos hipertensos 1.

  • A Dipirona interfere na eficácia do anticoncepcional?

    Não, a dipirona não interfere na eficácia no anticoncepcional 1.

  • Novalgina alivia os sintomas da Gripe e resfriados?

    Novalgina alivia os sintomas dolorosos e febris das gripes e resfriados, mas não tem ação descongestionante e nem atua sobre os agentes causadores destas viroses.

  • Novalgina pode ser usada no tratamento de hemorroidas?

    Novalgina pode ser utilizada para alívio dos sintomas dolorosos de muitas condições de saúde, o que inclui hemorroidas, mas deve-se procurar orientação médica para tratamento específico desta condição.

Referências:
[1] Novalgina. [Bula]. Suzano - SP: Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda; 2016. [2] Knappmann AL, Melo EB. Qualidade de medicamentos isentos de prescrição: um estudo com marcas de dipirona comercializadas em uma drogaria de Cascavel (PR, Brasil). Ciênc. saúde coletiva 2010; 15(3):3467-3476. [3] Andrade A, Pinto SC, Oliveira RS, Orgs. Animais de Laboratório: criação e experimentação. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ; 2002.