Por que os antitérmicos são importantes no tratamento da febre?

A febre é um sinal de alerta de que algo não vai bem no organismo, sendo frequentemente desencadeada por alguma infecção. Mas, afinal, o que é antitérmico e por que esse tipo de medicação é importante no tratamento da febre? Confira!1 2 3 4

Essa elevação da temperatura normal do corpo auxilia o sistema imune no combate aos agentes invasores e, por isso, nem sempre é prejudicial. Mas, a febre também pode ser nociva ao organismo. Por este motivo, o uso de antitérmico é indicado em alguns casos, sob prescrição médica.

Entenda a importância de remédios antitérmicos no tratamento da febre alta

Os antitérmicos têm a função de reduzir a temperatura corporal e aliviar os sintomas associados ao estado febril, como dor, prostração excessiva e desconforto. Assim como qualquer outra medicação, o uso de remédio para febre deve estar de acordo com as orientações médicas. Dessa forma, a administração de antitérmicos é indicada nos seguintes casos:1 5

  • Quando a febre afeta pacientes com a saúde muito debilitada, visto que a elevação anormal da temperatura do corpo implica um maior consumo de oxigênio, o aumento do metabolismo e da ventilação por minuto.4
  • Em condições de febre alta - quando a temperatura do corpo é igual ou superior a 39,5ºC - pois altas temperaturas podem causar prejuízo no ritmo cardíaco e convulsão febril.4

Como fazer o uso racional de remédio para febre

Estudos indicam que o uso alternado de remédios antitérmicos diferentes é uma prática comumente utilizada para reduzir os valores da febre, sobretudo no manejo da febre em criança. Entretanto, isso é fortemente contraindicado, pois não há comprovação científica que apoie essa prática. Além disso, é importante saber que a reincidência da temperatura de febre após o período de ação do remédio é normal e não indica fracasso terapêutico.1 5 6

Por fim, é necessário que o médico prescreva um remédio para febre levando em consideração a resposta do paciente às medicações antitérmicas comumente receitadas. Neste sentido, também é válido que o paciente seja orientado quanto à dosagem correta do antitérmico e o intervalo mínimo entre a dose seguinte.1

MAT-BR-2104025