Febre pode estar entre os sintomas do resfriado em bebê?

O resfriado é uma doença viral que causa infecção no nariz, na garganta e nos seios da face, sendo muito frequente em crianças pequenas. Estima-se que bebês com menos de 2 anos de idade podem ter de 8 a 10 resfriados por ano, especialmente nos meses frios. Os sintomas do resfriado em bebê mais frequentemente observados são coriza, congestão nasal, espirros, tosse e dor de garganta. Mas, será que os pequenos também podem apresentar febre quando estão resfriados? Saiba mais sobre isso!1 Confira!

Febre em bebê é comum durante um resfriado?

A pediatra Fabiane Durão explica que apesar de a febre em bebê ser mais comum nos casos de gripe, esse pode ser um dos sintomas do resfriado. No entanto, diferentemente da gripe, a febre decorrente do resfriado em bebê geralmente é baixa. Se a temperatura febril for alta, especialmente se aparecer dias após o início dos sintomas, é possível que esse seja um sinal de alerta de otite. "Portanto, são casos que devem ser avaliados pelo pediatra da criança para ver riscos de gravidade", afirma a médica.1

A aparência clínica do bebê costuma ser mais importante do que a febre

A febre em bebê costuma causar muita ansiedade nos responsáveis, pois existe o medo de que a elevação da temperatura normal do corpo possa causar complicações, como convulsões, desidratação e lesão cerebral.2

No entanto, o estado febril geralmente não oferece riscos e, por isso, os pediatras vêm orientando os cuidadores a prestarem mais atenção na aparência clínica do bebê do que na temperatura da febre. Ou seja, se a criança apresentar sinais não tão comuns, como respiração instável, não estiver se alimentando e vomitando, deve-se levar o bebê ao pronto-socorro imediatamente, especialmente se o bebê tiver menos de 3 meses de idade. 1 3

Vale lembrar que a febre oferece uma função benéfica no combate à infecção. "É importante salientar que a febre não é uma doença em si, mas uma forma do corpo mostrar que está acontecendo algo diferente. No caso de infecções, ele está sendo "atacado" e está buscando suas defesas", esclarece a pediatra Fabiane Durão.1

Por que resfriado em bebê é um problema tão frequente?

Os bebês estão mais suscetíveis a resfriados do que crianças mais velhas e adultos porque o sistema imunológico nessa faixa etária ainda está em desenvolvimento e, por isso, ainda não existem defesas preparadas para identificar e combater os mais de 100 tipos de vírus que causam o resfriado.1

Entretanto, a periodicidade do resfriado não indica por si só que a função imune do bebê é frágil, uma vez que crianças pequenas tocam as vias respiratórias e colocam objetos na boca com bastante frequência, o que facilita a propagação dos vírus. Portanto, o único fator que pode acusar um sistema de defesa debilitado é a incidência de complicações mais sérias decorrentes do resfriado, como a inflamação do ouvido médio.1

Médica entrevistada - Dra. Fabiane Ferreira Durão
CRM-RJ: 684635

MAT-BR-2104221