Mito ou verdade: o nascimento dos dentes em bebês pode causar febre?

Você já deve ter escutado que bebês ficam com febre porque os dentinhos estão nascendo. Esse sintoma é frequentemente associado pelos pais e cuidadores à erupção dentária dos bebês, que naturalmente já causa desconforto1. Como bebês são muito sensíveis, é normal entender a apreensão dos pais ao ver os pequenos incomodados, né? Mas será que o crescimento dos dentes pode, de fato, causar a febre? Se sim, isso é preocupante? Descubra!

Nascimento dos dentes pode causar desconforto e irritação

Como a erupção dentária rompe a gengiva dos pequeninos e provoca desconforto, é comum que os bebês reajam com choro, irritação e abatimento. Entretanto, apesar de algumas vezes o bebê apresentar elevação da temperatura ao mesmo tempo em que apresenta a primeira dentição, não é um consenso médico de que as duas coisas tenham alguma ligação1. É esperado que o bebê fique com pouco apetite, já que a gengiva, coça e incomoda, mas o surgimento dos dentinhos é um fenômeno natural e que não deve causar febre.

A febre é um sintoma importante que não deve ser ignorado

Acima de tudo, a febre é um sintoma de que algo não anda bem com o organismo. Ela pode ser um alerta para várias doenças infecciosas, desde resfriados até otites, infecções urinárias e intoxicações2. Ou seja, deve-se evitar associar a febre apenas à erupção dentária dos bebês, pois isso pode fazer com que os pais ou cuidadores ignorem um sintoma real de doença. Por isso, ela jamais deve ser negligenciada e, em caso de dúvida, é sempre recomendável buscar orientação médica, combinado?

Início da dentição causa febre: mito ou realidade?

A febre como efeito do nascimento da primeira dentição ainda não é um consenso entre pediatras1. Isso porque, em muitas pesquisas, mães relataram que a temperatura de seus filhos aumentava levemente quando os primeiros dentes - geralmente os incisivos de baixo - começavam a nascer3. Entretanto, essa temperatura geralmente ficava em torno de 37ºC a 37,5 °C, o que não é considerado tecnicamente como febre.. Por isso, mesmo que exista a sensação de que o bebê fique “quentinho”, é importante lembrar que não existe comprovação de que a febre configure realmente um sintoma da primeira dentição.

MAT-BR-2000451