A febre pode prejudicar o sono?

A febre é a elevação da temperatura corporal mediada pelo sistema imune em quadros infecciosos, normalmente acima de 37,5ºC. Os sintomas frequentemente associados à temperatura febril incluem suor, calafrios, fraqueza, dificuldade respiratória, dor de cabeça e dor no corpo. Ainda que a sonolência seja outro sinal comum dessa disfunção no organismo, estudos apontam que a febre pode prejudicar o sono1 2. Essa relação, no entanto, pode gerar algumas dúvidas, como: bebê com febre pode dormir? Como baixar a febre? Confira!

Por que a febre pode prejudicar o sono

Segundo o médico do sono Dr. Saint’Clair Borges, os sintomas causados pela febre afetam o bom funcionamento geral do organismo, e consequentemente, a qualidade do sono. “A arquitetura do sono, como chamamos o comportamento das diferentes fases e processos que ocorrem no organismo durante o sono, é alterada durante o quadro febril. Algumas pessoas podem até dizer: quando tive febre fiquei sonolento, dormi por horas seguidas. Mas não é um sono de boa qualidade. Porém, ainda que durante a febre o sono tenha uma qualidade inferior, dormir é parte importante do processo de cura”, explica o especialista.

Uma pesquisa concluiu que os sonhos de pacientes em estado febril foram mais negativos do que os experienciados em condições saudáveis. Além disso, esses sonhos também apresentaram mais referências à percepção de temperatura e saúde do que os sonhos “normais”.

Bebê com febre pode dormir?

A febre em crianças é um fator que frequentemente leva os responsáveis às emergências hospitalares. No entanto, raramente isso representa infecções graves, sendo o caso de menos de 1% dos bebês em estado febril de países industrializados. [3] De acordo com o Dr. Saint’Clair, é importante que os sinais do pequeno sejam avaliados como um todo para saber se o sono pode oferecer riscos. “Não há perigo em dormir em si, mas é essencial observar o contexto. Seu estado geral é bom? Está prostrado? Ele comeu? Está desidratado? Há alguma alteração perceptível em algum órgão?”, direciona o médico.

Como baixar a febre

A principal medida para o manejo da febre é o uso de medicamentos antipiréticos como paracetamol e ibuprofeno, inclusive em crianças. Outros métodos eficazes incluem aumento da ventilação do ambiente, remoção de roupas e associação de compressas de água morna com antitérmico3 4. É importante considerar contato com médico para direcionamento correto.

O médico do sono afirma que se os pequenos com temperatura para febre não apresentarem sinais de alarme, os responsáveis devem seguir as medicações prescritas pelo pediatra e manter a criança hidratada. Assim, o quadro febril pode ser superado com conforto e segurança.

Médico do sono - Saint’Clair Augusto Magalhães Borges
CRM-SP 186103

MAT-BR-2101028